COBERTURAS

Invalidez Permanente

O seguro de invalidez Permanente é uma proteção financeira, pois trará a confiança para você aproveitar as possibilidades da vida, sabendo que fez planos para garantir o futuro financeiro da sua família.

Conheça a proteção financeira com o seguro de invalidez por acidente

Por que contratar a cobertura de seguro de Invalidez Permanente?

O seguro de invalidez Permanente é uma proteção financeira, pois trará a confiança para você aproveitar as possibilidades da vida, sabendo que fez planos para garantir o futuro financeiro da sua família. Por isso, consideramos que o seguro de Invalidez Permanente é um contrato entre você e sua família! Você concorda em pagar um pequeno valor mensalmente e, em troca, a seguradora concorda em pagar uma quantia a você caso ocorra por motivo de acidente ou doença a invalidez permanente. No caso de acidente ela poderá ser parcial e em função da perda, redução ou incapacidade funcional definitiva de membros ou órgãos.

 

Cuidados para definir o valor do meu seguro de Invalidez Permanente

a) Invalidez permanente por acidente: garante o pagamento de uma indenização para perda, redução ou incapacidade funcional definitiva total ou parcial de um membro ou órgão. O valor da indenização é proporcional à lesão, podendo chegar até o limite do capital contratado. O destaque aqui é que a invalidez permanente no caso pode, portanto, ser total ou parcial.

b) Invalidez permanente total por acidente: aqui deve-se ter cuidado, pois o pagamento da indenização no caso de invalidez permanente ocorrerá apenas se a invalidez for total.

c) Invalidez permanente por acidente majorada: é a possibilidade de majorar os percentuais constantes na tabela do seguro de alguns membros ou órgãos, para 100% (cem por cento), como por exemplo: Perda total da visão do uso de um olho; Perda total do uso de um dos indicadores.

d) Invalidez funcional permanente total por doença: a indenização em caso de invalidez decorrente de doença que cause a perda da existência independente, que corresponde a quadro clínico incapacitante, que inviabiliza irreversivelmente a autonomia. Exemplos de doenças que podem causar tal quadro: cardiopatia grave, doenças neoplásicas malignas, alienação mental, doenças do sistema nervoso, cegueira etc. Também são considerados como total e permanentemente inválidos funcionais os segurados portadores de doença em fase terminal atestada por profissional habilitado. A cobertura de invalidez funcional e permanente total por doença geralmente é contratada em conjunto com a cobertura de Morte.

e) Invalidez laborativa permanente total por doença: a indenização em caso de invalidez devido à doença incapacitante, sem recuperação ou reabilitação para exercer sua atividade laborativa principal (profissão). A cobertura é garantida depois que tiverem sido esgotados todos os recursos terapêuticos disponíveis no momento da constatação da doença. Também são considerados total e permanentemente inválidos os portadores de doença em fase terminal atestada por profissional habilitado.

 

Entenda o conceito de Acidentes Pessoais

Acidente pessoal é o evento ocorrido durante a vigência da apólice, exclusivo e diretamente externo, súbito, involuntário e violento, causador de lesão física que tenha como consequência direta a invalidez permanente total ou parcial incluindo-se também:

a) a tentativa de suicídio, que será equiparada para fins de indenização, a acidente pessoal, observada a legislação em vigor, desde que ocorrido após 02 (dois) anos, contados a partir da data do início de vigência do seguro;

b) os acidentes decorrentes de ação da temperatura do ambiente ou influência atmosférica, quando a elas o cliente ficar sujeito em decorrência de acidente coberto;

c) os acidentes decorrentes de escapamento acidental de gases e vapores;

d) os acidentes decorrentes de sequestros e tentativas de sequestros;

e) os acidentes decorrentes de alterações anatômicas ou funcionais da coluna vertebral, de origem traumática, causadas exclusivamente por fraturas ou luxações, radiologicamente comprovadas.

 

Você saberá que escolheu o seguro certo de Invalidez Permanente se ele garantir:

– a invalidez permanente total ou parcial por acidente, relativa à perda, à redução ou à impotência funcional definitiva de membro ou órgão por lesão física, causada por acidente pessoal coberto durante a vigência do seguro;

– a invalidez somente será considerada permanente quando, após a conclusão de tratamento, e desde que esgotados os recursos terapêuticos disponíveis para recuperação, for constatada e avaliada, quando da alta médica definitiva, a existência de invalidez permanente.

– não ficando abolidas por completo as funções do membro ou órgão lesado, a indenização por invalidez permanente parcial será calculada pela aplicação, à porcentagem prevista na tabela definida no seguro para sua perda total, do grau de redução funcional apresentado. Nos casos não especificados na tabela, a Indenização será estabelecida tomando-se por base a diminuição permanente da capacidade física, não sendo considerada para tanto a sua atividade profissional;

– quando do mesmo acidente resultar invalidez de mais de um membro ou órgão, a indenização deve ser calculada somando-se as percentagens respectivas constantes na tabela, cujo total não pode exceder a 100% (cem por cento) do capital contratado.

 

O que a cobertura de invalidez permanente não cobre?

A transparência é um atributo importante para nós. Você deve ler atentamente as condições gerais do seu seguro, em que estarão detalhados os itens não cobertos, também conhecido como riscos excluídos ou prejuízos não indenizáveis, descrevendo todas aquelas situações específicas e particulares que a Seguradora não terá responsabilidade contratual. Aqui relacionamos alguns exemplos de exclusões para cobertura de invalidez permanente por acidente:

– as doenças, incluindo as profissionais, de quaisquer que sejam suas causas, ainda que provocadas, desencadeadas ou agravadas, direta ou indiretamente por acidente, ressalvadas as infecções, estados septicêmicos e embolias, resultantes de ferimento visível causado em decorrência de acidente coberto;

– os denominados acidentes médicos, como: apoplexia, congestão, síncope, vertigem, edema agudo, enfarte do miocárdio, trombose, o acidente vascular cerebral ou outros;

– as intercorrências ou complicações da realização de tratamentos ou exames clínicos, cirúrgicos, medicamentosos, por meio de agentes físicos, raios X, radium ou outros, quando tais tratamentos ou exames não sejam exigidos diretamente por acidente coberto;

– as lesões decorrentes, dependentes, predispostas ou facilitadas por esforços repetitivos ou micro traumas cumulativos, ou que tenham relação de causa e efeito com eles, assim como as lesões classificadas como lesões por esforços repetitivos – LER, doenças osteo-musculares relacionadas ao trabalho – DORT, lesão por trauma continuado ou contínuo – LTC, ou similares que venham a ser aceitas pela classe médico-científica, bem como suas consequências pós-tratamentos, inclusive cirúrgicos.

– a constatação da invalidez permanente por acidente será por declaração médica subscrita por profissional habilitado na especialização da lesão. A aposentadoria por invalidez concedida por instituições oficiais de previdência, ou assemelhadas, não caracteriza por si só o estado de invalidez permanente;

– de viagens em aeronaves não homologadas ou que não possuam, em vigor, o competente atestado de navegabilidade; em aeronaves oficiais ou militares em operações que não sejam de simples transporte ou de condução de autoridades ou de passageiros; em aeronaves furtadas, sequestradas ou dirigidas por pilotos não legalmente habilitados, exceto quando da prestação de serviço militar ou de atos de auxílio a humanidade.

 

 

Alguns exemplos de exclusões para a cobertura de invalidez funcional e permanente total por doença:

– a perda, a redução ou a impotência funcional definitiva, total ou parcial, de um ou mais membros, órgãos e ou sistemas orgânicos corporais, em decorrência, direta e ou indiretamente, de lesão física e ou psíquica causada por acidente pessoal;

– os quadros clínicos decorrentes de doenças profissionais, entendidas como sendo aquelas onde a causa determinante seja o exercício peculiar a alguma atividade profissional, salvo quando previsto o contrário nas condições particulares;

– doença cuja evolução natural tenha sido agravada por traumatismo

Como a Tuia Seguros está mudando as regras do jogo!

Aqui você encontrará soluções personalizadas para sua profissão, o que nos permite oferecer um produto customizado, com amplas coberturas que proporcionam o conforto e a tranquilidade necessários.

Com a personalização, além da simplificação e da consultoria especializada da Tuia Seguros, você terá o benefício de redução do valor do seguro por ser feito sob medida, sem obrigação de contratar coberturas adicionais que você não precise, e ainda há a conjugação de várias coberturas em um mesmo seguro.

 

 

Compartilhe: