COBERTURAS

Garantia Judicial

Projetado para preservar as suas finanças em sentenças estipuladas em juízo, garantido o pagamento de valores que sua empresa necessite realizar nos trâmites de processos judiciais, sejam eles trabalhistas, cíveis ou de execuções fiscais da União, Estados ou Municípios.

Entenda um pouco mais sobre o seguro de garantia judicial

 

O que é o seguro de Garantia Judicial?

É importante não deixar que acionamentos judiciais não abalem seu fluxo de caixa ou o seu limite de crédito no mercado. Ações judiciais podem vir de várias situações, como: funcionários, fornecedores, prestadores de serviço, clientes e, inclusive, de órgãos reguladores. Por nenhuma empresa estar livre de ser acionada judicialmente, o Seguro Garantia Judicial foi projetado para preservar as suas finanças em sentenças estipuladas em juízo, garantido o pagamento de valores que sua empresa (tomador) necessite realizar nos trâmites de processos judiciais, sejam eles trabalhistas, cíveis ou de execuções fiscais da União, Estados ou Municípios. Uma alternativa economicamente e financeiramente melhor do que a de caução em dinheiro, de fiança bancária ou de penhora de bens. Com essa decisão você preserva seu fluxo de caixa e faz tudo com agilidade.

 

Entenda as partes que envolvem o Seguro Garantia Judicial

– Tomador: é a pessoa jurídica que contrata o Seguro Garantia Judicial buscando garantir ao segurado o cumprimento das obrigações assumidas em processos cíveis, trabalhistas ou fiscais. O tomador é responsável por pagar o seguro (prêmio) à seguradora.

– Segurado: é o credor da obrigação, ou o órgão público ou a empresa que contratou o tomador. O segurado é o beneficiário do seguro.

– Seguradora: é a pessoa jurídica que garante em caso de descumprimento do contrato, que o segurado será ressarcido dos eventuais prejuízos.

– Corretor: é a pessoa jurídica habilitada e autorizada a comercializar contratos de seguros, buscando confidencialidade nas informações sigilosas disponibilizadas e as melhores opções que garanta conforto ao tomador e ao segurado.

 

Resumindo todas as vantagens do seguro Garantia Judicial

– Não reduz as linhas de crédito da empresa;

– Custo menor comparado à carta de fiança bancária;

– Evita que o patrimônio da empresa seja imobilizado;

– Mantem inalterados o fluxo de caixa e a capacidade de investimentos;

– Substitui a penhora de bens;

– Liquidez imediata da apólice do seguro garantia judicial.

Saiba como funciona o seguro Garantia Judicial

Essa modalidade de seguro tem como objetivo não causar prejuízo aos investimentos ou caixa de uma organização. O seu funcionamento é bem simples: ao ser determinado em juízo o valor da sentença, o empresário cauciona o referido valor com uma apólice de seguro garantia ao invés de fazê-lo através de fiança bancária, dinheiro ou penhora de bens. Destaca-se que a cobertura da apólice nesta modalidade está limitada ao valor da garantia e somente terá efeito depois de transitada em julgado a decisão ou acordo judicial, cujo valor da condenação ou da quantia acordada não tenha sido honrada pelo tomador.

Podem adquirir esse seguro todas as pessoas jurídicas com limite de crédito aprovado e que precisam efetuar cauções em processos judiciais.

 

Sua empresa não compromete o capital de giro

Se a empresa precisar caucionar um processo judicial, não precisará tirar dinheiro do seu caixa imediatamente, o que poderia comprometer o seu fluxo de caixa. A Seguradora dará ao judiciário a garantia de que o valor da ação judicial será efetivado após trânsito em julgado, caso o tomador por algum motivo não cumpra com suas obrigações.

 

Como definir o valor do meu seguro de Garantia Judicial?

Como regra geral, recomenda-se de que o valor do seguro, não seja inferior ao débito referido na ação e, adicionando também 30% como margem para pagamento de honorários advocatícios e correções monetárias.

A seguradora estipulará um limite de crédito e a partir desse valor, sua empresa poderá emitir quantas apólices necessitar, sem interferir na linha de crédito da empresa nos bancos e sem quaisquer outros tipos de contrapartidas financeiras.

 

Evita que o patrimônio da empresa seja imobilizado

Quando estabelecida a sentença em um processo judicial, seja ele trabalhista, cível ou de execuções fiscais da União, dos Estados ou dos Municípios, muitas empresas caucionam a ação com seu patrimônio: dinheiro ou bens. Ao caucionar um processo judicial com apólice de Seguro Garantia, a empresa não corre o risco de ter seu patrimônio imobilizado, deixando livre seus bens e fluxo de caixa para honrar com suas obrigações cotidianas e seus planos de investimentos.

 

Tem um custo menor comparado à carta de fiança bancária

Com a criação do seguro garantia no mercado brasileiro, as micro, pequenas e médicas empresas que normalmente faziam o uso da fiança bancária como forma de caução nos processos judiciais tiveram uma alternativa mais barata.

 

Rapidez na emissão das apólices

Em geral, o processo de aprovação do limite de crédito pela seguradora e da emissão da apólice poderá ocorrer em poucas horas ou até on-line, dependendo do caso. O seguro Garantia Judicial diminui a burocracia e garante que os seus compromissos judiciais sejam cumpridos rapidamente como o processo judicial exige.

 

Como a Tuia Seguros está mudando as regras do jogo!

Tradicionalmente, empresários como você tinham que descobrir que tipos de seguro para o seu negócio são necessários e ainda qual a cobertura certa. A gente faz as coisas de maneira diferente. Todos os tipos de seguros empresariais são tratados de forma individualizada, com base na atividade do seu negócio, personalizamos de maneira simples exatamente o que você precisa.

Com a personalização, além da simplificação e da consultoria especializada da Tuia Seguros, você terá o benefício de redução do valor pago no seguro por ser feito sob medida, sem obrigação de contratar coberturas adicionais que você não precise, e ainda há a conjugação de várias coberturas em um mesmo seguro.

 

Compartilhe: